Pular para o conteúdo

Petrobras Considera Distribuir 92% dos Lucros em Dividendos Extraordinários

Petrobras Considera Distribuir 92% dos Lucros

Petrobras Considera Distribuir 92% dos Lucros: A Petrobras (PETR3, PETR4) está avaliando a possibilidade de distribuir a totalidade dos dividendos extraordinários referentes ao exercício de 2023. Essa decisão, que surpreendeu o mercado, foi mencionada pelo secretário do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, indicando a probabilidade do governo permitir a distribuição de todos os recursos disponíveis.

Se essa distribuição integral ocorrer, o payout da Petrobras, que representa a proporção do lucro líquido distribuído sob a forma de dividendos ou juros sobre o capital próprio, alcançaria 92,49%. Esse valor supera os 89,6% distribuídos pela estatal no exercício de 2022. Até o momento, considerando metade dos dividendos extraordinários do ano anterior, o indicador referente a 2023 está em 74,88%. Esses números foram calculados por Einar Rivero, consultor da Elos Ayta.

No primeiro trimestre deste ano, a Petrobras registrou um lucro líquido de R$ 23,7 bilhões e anunciou a distribuição de R$ 13,45 bilhões. Isso resultaria em um payout de 56,8%. Outro indicador que será impactado pela possível distribuição total dos dividendos extraordinários é o dividend yield, que representa o retorno da ação apenas com o pagamento de dividendos. Com essa distribuição integral, o dividend yield aumentaria cerca de 4,4 pontos percentuais, atingindo 23,44%.

Essas estimativas foram fornecidas por Victor Bueno, sócio e analista de ações da Nord Investimentos. Bueno também projetou que nos próximos anos o retorno com dividendos da Petrobras poderia diminuir consideravelmente. Segundo suas projeções com base nos dados compilados pela Bloomberg, o dividendo do exercício de 2026 poderia alcançar “apenas” 9,29%.

Os números projetados para o dividend yield das ações da Petrobras com a distribuição de dividendos ordinários, 50% e 100% dos dividendos extraordinários foram divulgados conforme a tabela abaixo:

Dividend Yield50% dos Dividendos Extraordinários100% dos Dividendos Extraordinários
202314,51%18,98%
2024 (projeção)7,74%10,33%
2025 (projeção)5,33%7,11%
2026 (projeção)5,57%7,43%

Em 2022, o dividend yield da ação preferencial (PETR4) foi de 68,32%. Nesse ano, a Petrobras se beneficiou do aumento no preço do petróleo e foi a maior pagadora de dividendos do mundo no segundo trimestre. Vale ressaltar que os cálculos de Bueno para alcançar os 23,4% de dividend yield em 2023 consideram a cotação recente de PETR4, não o preço para os acionistas que adquiriram o papel no início do ano anterior.

Quanto à decisão de comprar ou vender ações da Petrobras, há opiniões divergentes entre os analistas. Enquanto alguns veem o papel como atraente para investidores de longo prazo, devido à sua capacidade de geração de caixa, outros consideram que a ação perdeu seu apelo devido à volatilidade e ao direcionamento de expansão para setores com retornos menores do que o negócio principal, como energia renovável e refino. Phil Soares, chefe de análise de ações da Órama, expressa essa visão, enquanto Victor Bueno, da Nord, acredita que o risco associado às ações da Petrobras é elevado demais para ser compensado pelo retorno atual, sugerindo que não valha a pena incluir as ações da empresa em carteiras de dividendos.

Fonte: https://www.infomoney.com.br/onde-investir/petrobras-pode-distribuir-92-dos-lucros-com-dividendos-extraordinarios-veja-retorno/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *