Pular para o conteúdo

Explosão da Abercrombie: Ações Disparam 115% com Moda dos Anos 90

Explosão da Abercrombie Ações Disparam 115% com Moda dos Anos 90

Explosão da Abercrombie Ações Disparam 115% com Moda dos Anos 90: As ações da Abercrombie & Fitch dispararam após a varejista superar as estimativas de vendas do primeiro trimestre, consolidando a recuperação da marca de moda juvenil. Na última quarta-feira (29), as ações subiram 24,32%, o maior ganho desde agosto de 2023, em um dia marcado pela queda dos principais índices de Nova York.

Já negociadas no nível mais alto de todos os tempos, as ações da Abercrombie mais que dobraram este ano, com uma valorização de 115%. A receita aumentou pelo sexto trimestre consecutivo, alcançando US$ 1 bilhão, com lucros em alta devido à redução de promoções e acordos de liquidação.

As vendas nas lojas da marca homônima da Abercrombie subiram 29% no período, comparadas a uma estimativa de 17% de dois analistas consultados pela Bloomberg. As vendas da marca Hollister, também parte do grupo, aumentaram 13% em lojas comparáveis, superando a previsão de 8%.

A Abercrombie agora prevê um aumento de cerca de 10% nas vendas líquidas anuais, acima da estimativa anterior de 4% a 6%, conforme divulgado pela empresa sediada em New Albany, Ohio. A companhia continua a atender aos gostos em rápida mudança da geração Z e dos millennials, oferecendo uma gama ampliada de produtos, desde trajes de casamento a roupas de escritório.

Os vestidos femininos e as novas tendências em jeans, incluindo pernas largas e jeans de cintura baixa, foram destaques que impulsionaram as vendas, conforme o CEO Fran Horowitz afirmou em teleconferência de resultados. Na Hollister, a marca voltada para adolescentes, a divisão masculina também voltou a crescer.

Enquanto isso, os concorrentes enfrentam dificuldades: a VF, proprietária da Vans, Kipling e Timberland, divulgou na semana passada o sétimo trimestre consecutivo de queda nas vendas, com perdas em todas as principais marcas. Dylan Carden, analista da William Blair, alerta sobre a sustentabilidade desse crescimento da Abercrombie, classificando as ações como uma recomendação de manutenção.

“Acreditamos que o maior risco é simplesmente a visibilidade de quanto tempo a empresa pode sustentar seu impulso atual”, disse Carden em uma nota.

Fonte: https://www.infomoney.com.br/mercados/abercrombie-o-retorno-da-moda-dos-anos-1990-que-faz-a-acao-saltar-115-no-ano/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *