Pular para o conteúdo

O que é Fórmula de Gordon?

  • por

Introdução

A fórmula de Gordon, também conhecida como modelo de Gordon, é uma ferramenta utilizada no mercado financeiro para estimar o valor intrínseco de uma empresa com base em seus dividendos futuros. Desenvolvida por Myron J. Gordon na década de 1960, essa fórmula se tornou uma das mais populares entre os investidores que buscam avaliar o potencial de retorno de um determinado ativo.

Como funciona a fórmula de Gordon?

A fórmula de Gordon é baseada na premissa de que o valor de uma empresa está diretamente relacionado aos seus dividendos futuros. Para calcular o valor intrínseco de uma empresa usando essa fórmula, é necessário levar em consideração a taxa de crescimento dos dividendos, a taxa de retorno exigida pelos investidores e o dividendo atual da empresa.

Componentes da fórmula de Gordon

A fórmula de Gordon é composta por três elementos principais: o dividendo atual da empresa (D0), a taxa de crescimento dos dividendos (g) e a taxa de retorno exigida pelos investidores (r). Esses componentes são essenciais para determinar o valor intrínseco de uma empresa e são amplamente utilizados por analistas financeiros e investidores.

Interpretação da fórmula de Gordon

A interpretação da fórmula de Gordon é relativamente simples: quanto maior for a taxa de crescimento dos dividendos e/ou a taxa de retorno exigida pelos investidores, maior será o valor intrínseco da empresa. Por outro lado, se a taxa de crescimento dos dividendos for baixa e/ou a taxa de retorno exigida pelos investidores for alta, o valor intrínseco da empresa será menor.

Vantagens da fórmula de Gordon

Uma das principais vantagens da fórmula de Gordon é a sua simplicidade e facilidade de aplicação. Além disso, essa fórmula é amplamente utilizada no mercado financeiro e é considerada uma ferramenta confiável para estimar o valor intrínseco de uma empresa com base em seus dividendos futuros.

Limitações da fórmula de Gordon

Apesar de ser uma ferramenta útil, a fórmula de Gordon possui algumas limitações. Uma das principais críticas em relação a essa fórmula é o fato de que ela não leva em consideração outros fatores importantes na avaliação de uma empresa, como o fluxo de caixa, a dívida e a competitividade do mercado.

Aplicações da fórmula de Gordon

A fórmula de Gordon é amplamente utilizada por investidores e analistas financeiros para avaliar o potencial de retorno de um determinado ativo. Essa fórmula pode ser aplicada em diferentes contextos, como na avaliação de ações, fundos de investimento e empresas de capital aberto.

Conclusão

Em resumo, a fórmula de Gordon é uma ferramenta poderosa e amplamente utilizada no mercado financeiro para estimar o valor intrínseco de uma empresa com base em seus dividendos futuros. Apesar de possuir algumas limitações, essa fórmula continua sendo uma das mais populares entre os investidores que buscam avaliar o potencial de retorno de um determinado ativo. Se você é um investidor ou analista financeiro, vale a pena considerar a fórmula de Gordon em suas análises e tomadas de decisão.