Pular para o conteúdo

O que é Arrendamento Financeiro

  • por

O que é Arrendamento Financeiro?

O arrendamento financeiro, também conhecido como leasing, é uma modalidade de contrato em que uma empresa (arrendadora) cede o uso de um bem para outra empresa (arrendatária) por um determinado período de tempo, mediante o pagamento de uma contraprestação. Neste tipo de contrato, a arrendatária tem a opção de comprar o bem ao final do contrato por um valor residual.

Tipos de Arrendamento Financeiro

Existem dois tipos principais de arrendamento financeiro: o arrendamento financeiro operacional e o arrendamento financeiro financeiro. No arrendamento financeiro operacional, a empresa arrendatária não tem a opção de compra do bem ao final do contrato, enquanto no arrendamento financeiro financeiro, a empresa arrendatária tem a opção de compra do bem ao final do contrato por um valor residual.

Vantagens do Arrendamento Financeiro

O arrendamento financeiro apresenta diversas vantagens para as empresas, tais como a possibilidade de obter um bem sem a necessidade de desembolsar o valor total de sua aquisição de forma imediata, a preservação do capital de giro da empresa, a redução dos custos operacionais e a possibilidade de dedução fiscal das parcelas de arrendamento.

Desvantagens do Arrendamento Financeiro

Apesar das vantagens, o arrendamento financeiro também apresenta algumas desvantagens, tais como o custo total mais elevado em comparação com a compra à vista do bem, a necessidade de cumprir com todas as obrigações contratuais estabelecidas no contrato de arrendamento e a possibilidade de restrições quanto ao uso do bem arrendado.

Aspectos Contábeis do Arrendamento Financeiro

Do ponto de vista contábil, o arrendamento financeiro é classificado como uma operação de financiamento, sendo registrado no balanço patrimonial da empresa como um ativo e um passivo. A empresa arrendatária deve reconhecer as parcelas de arrendamento como despesas operacionais ao longo do período de arrendamento.

Regras do Arrendamento Financeiro

Para que um contrato seja considerado arrendamento financeiro, é necessário que ele atenda a certos critérios estabelecidos pelas normas contábeis. Entre esses critérios estão a transferência substancial dos riscos e benefícios inerentes à propriedade do bem para a empresa arrendatária, a opção de compra do bem ao final do contrato por um valor significativamente inferior ao valor de mercado e a duração do contrato ser de pelo menos 75% da vida útil do bem.

Conclusão

Em resumo, o arrendamento financeiro é uma modalidade de contrato que oferece diversas vantagens para as empresas, tais como a possibilidade de obter um bem sem a necessidade de desembolsar o valor total de sua aquisição de forma imediata. No entanto, é importante que as empresas avaliem cuidadosamente as vantagens e desvantagens do arrendamento financeiro antes de optarem por essa modalidade de financiamento.